Como Ganahr Dinheiro Com Site Ou blog

Últimas Notícias

Galeria

sábado, 1 de outubro de 2022

Stryper ao lado de Mercyful Fate e Behemoth no México

  

Fala, galera tudo beleza?


 

Acabei de ver que vai rolar um show do Stryper ao lado de bandas consideradas satânicas :Mercyful Fate, Behemoth. E quero emitir minha opinião aqui no meu blog.

O evento "Monterrey Metal Fest" tá previsto para ocorrer dia 8 de dezembro de 2022. E o anúncio já causando na net. Procurem os comentários ai nos perfis das bandas e verás.

Enfim, vamos ao ponto

Eu sinceramente, não vejo problema algum nisso. 

Não acredito mais naquela ideia ingênua que os caras do Stryper só tocam pra evangelizar e tal.

O Stryper é a maior banda cristã ou com temáticas cristãs, como você preferir que está no Mainstream tocando com várias bandas. Isso, são fatos. 

É isso, meus amigos. Lá fora a galera das bandas não perdem tempo com a tretinha Black Metal x White Metal.  Só ressaltando que pela minha caminhada de mais de 15 anos dentro do metal, esse pensamento é bem mais forte no underground, no mainstream parece ser mais de boa.  

As bandas que estão no mainstream, também tocam por dinheiro, pois são bandas em sua maioria com mais de 30 anos de caminhada e os caras vivem disso. Os caras são antes de tudo artistas, profissionais que também tem conta pra pagar.

Outra coisa,  para quem conhece o Stryper, sabe da influência do Judas Priest no som dos caras, aliás eles gravaram um cover de um clássico do Judas e essa influência é notória principalmente no vocal do Michael Sweet, ele é fã declarado da banda.

 Enquanto isso, aqui no Brasil fica os fãs morrendo nessa velha treta. Enfim, dane-se essas tretas, eu iria num show desses com toda certeza, ver o Stryper e Judas Priest (duas das minhas bandas favoritas juntas, seria um sonho de consumo). 

Eu espero que não haja falta de respeito da produção para com o Stryper e seus apoiadores. E que a produtora seja madura e não caia no boicote dos fãs.

Enfim, comenta ai o que você pensa. 

Não deixem de me seguir no twitter

sexta-feira, 29 de julho de 2022

Faleceu Michael Bloodgood: Fundador da Bloodgood (banda cristã de Heavy Metal)

Hoje pela noite me deparo com uma mensagem triste no Instagram. 

O perfil da lendária banda Bloodgood divulgou o falecimento do líder, baixista e fundador da banda: Michael Bloodgood.

E o sentimento imediato é de tristeza pela dor da perda. O sentimento é de chorar com os que choram: familiares, amigos e fãs dele e da banda.

Lembro quando ouvi pela primeira voz o Bloodgood: aquele heavy metal tradicional com sua performance teatral impactante e com letras evangelísticas que marcaram demais. E saber que o seu fundador não está mais vivo é muito triste.O que passa na minha mente, e acredito que na mente de muitos fãs da banda, é a sensação de tristeza, de perda e de talvez nunca ver o Bloodgood ao vivo com o Michael.



 

Triste demais, o Michael já vinha de uma grande luta e estávamos orando pela sua recuperação, mas o Senhor da vida e da morte, decidiu chamá-lo. Agora fica nossas orações e de lembrar e valorizar o  legado deixado por esse "Missionário do Metal".
  Michael, Seu trabalho é eterno. Bloodgood sempre estará em meu coração.
 
Texto escrito por Edy Marques
 
 
 
 

 Abaixo segue a nota divulgada no instagram da banda:

 Caros amigos - É com pesar que compartilhamos que perdemos nosso amado Michael Bloodgood às 8h15 da manhã no centro da cidade. Depois de uma briga galante que começou com um grave derrame hemorrágico em fevereiro de 2022, ele voltou para casa para ficar com nosso Pai Celestial.

Vamos valorizar o espírito generoso de Michael, senso de humor e alma musical. Sua devoção ao Senhor e compartilhar o Evangelho através de seu ministério como pastor e músico tocou inúmeras vidas. Nossos corações estão com sua família e amigos durante este momento inimaginável. Ele deixa sua amada esposa de 46 anos, Marilyn, três filhos e dois netos.

Fundo de Assistência Médica:
https://www.givesendgo.com/MichaelPBloodgood

“Pois enquanto o treinamento corporal tem algum valor, a piedade é valiosa em todos os sentidos, pois é uma promessa para a vida presente e também para a vida futura”.

- 1 Timóteo 4:8 

(tradução livre)





terça-feira, 26 de julho de 2022

Conheça o canal Rev.Metal

 Fala, galera. Tudo beleza?

Passando aqui pra divulgar o canal "Rev.Metal". O canal recebeu esse nome, justamente por ser organizado por três reverendos (pastores) que curtem Heavy Metal e seus diversos subgêneros.

O canal vai tratar sobre os temas que é bem comum aqui no blog: Cristianismo e Heavy Metal, porém o diferencial é que o canal também vai tratar do metal de uma maneira geral, sem ser apenas bandas cristãs. Os pastores são de três vertentes diferentes do protestantismo e apreciam diversos subgêneros do heavy metal

O primeiro episódio "Pastor pode ouvir metal?" já começou mostrando que os reverendos conhecem bem do assunto.



   

 Enfim, eu curti muito o primeiro episódio e estou ansioso para ver os futuros quadros do canal.

Deus abençoe esses reverendos, seus ministérios e mais uma vez, parabéns pela iniciativa.

Ficou curioso? Se inscrevam no canal e assistam o primeiro vídeo (Clica aqui)

Não esqueçam de me seguir lá no twitter @christ_under

 

 

sexta-feira, 22 de julho de 2022

Uma breve história dos mártires cristãos de Lião 177 d.C


 
Por Edy Marques

O sangue na arena me obriga a pensar
Na fé dos que morrem por acreditar
Aqueles que enfrentam o medo e a dor
Confiam suas vidas ao seu Criador
Em seus sentimentos não se deixam abalar
Mesmo na provação insistem em amar
Para isso é preciso ter mais que a coragem
É ir para o mar durante a tempestade
Homens santos de Deus
Que honraram sua trajetória
Homens santos de Deus
Homens santos de Deus
Com seu sangue se fez nossa história ♪

 Fala galera, tudo beleza? Conhecia essa música? Esse é um trecho da melhor música do Rosa de Saron em sua fase hard/heavy metal. O nome da música é "Século I". Se você não conhece, depois procura ai.

Enfim, estou passando aqui pra postar uma carta sobre a história da Igreja Cristã. Foi uma carta que me impactou durante sua leitura, a carta fala sobre sofrimento, perseverança e fé dos irmãos cristãos de Lião, que deram seu sangue pela fé em Cristo e publiquei lá no twitter e algumas pessoas pediram o link da carta, então decidi digitar e disponibilizar na íntegra. 



Martírio de Santa Blandina

 

 Abaixo segue o trecho dessa carta. Leia, reflita e ore a Deus por fortalecimento da sua fé.

 

Os mártires de Lião -177 d.C

O diácono Sanctus sofria com sobre-humana força todos os suplícios que os carrascos podiam inventar ... A todas as perguntas ele respondia em latim: Eu sou Cristão. Não se lhe pôde tirar outra resposta. Isso bastou para inflamar a ira do procônsul e dos verdugos: não tendo mais outro tormento à sua disposição, aplicam-lhe chapas ardentes nos lugares mais sensíveis do corpo. Mas enquanto os seus membros assavam, a sua alma não se dobrava, e ele persistia na sua confissão ... Maturus e Sanctus sofreram de novo toda a série dos suplícios como se nada tivessem sofrido anteriormente ... as chicotadas, as mordeduras das feras que os arrastavam na areia, e tudo aquilo que o capricho de uma multidão insensata reclamava aos gritos; depois sentavam-nos na cadeira de ferro abrasado e, enquanto os membros queimavam, a repugnante fumaça da carne assada enchia o anfiteatro. Longe de tranquilizar-se, o furor mais se inflamava; assim mesmo a turbamulta queria triunfar da constância dos mártires.

Entretanto não se conseguiu que o Sanctus pronunciasse uma só palavra a não ser aquela que ele não cessara de repetir desde o começo: Eu sou Cristão. Para terminar cortou-se a garganta aos dois mártires que ainda respiravam. Blandina (uma jovem escrava cristã) durante todo esse tempo achava-se suspensa em um poste e exposta às feras; nenhuma fera tocou o corpo de Blandina. Tiraram-na então do poste e levaram-na à prisão para uma outra sessão ... Blandina ficou  para o fim. Após ter sofritdo o azorrague, as feras, a cadeira de fogo, foi encerrada em uma rede e atirada diante de um touro. Este lançou-a várias vezes ao ar com os chifres; ela parecia nada sentir, toda entregue à sua esperança, proressuindo o colóquio interior com o Cristo. Finalmente, degolaram-na. “É verdade, diziam os gauleses saindo, jamais se viu em nosso país uma mulher sofrer tanto.”

Fonte: ISAAC, J.; ALBA, A. História universal: Roma. São Paulo: Mestre jou, 1964. P.196

  

Deixe seu comentário ai no blog e me segue lá no twitter. @christ_under. Deus abençoe você.

domingo, 5 de junho de 2022

Live com Banda EDEN (Alemanha) no Brasil - 2022

 Olá, galera. Tudo bem com vocês? 

Passando aqui pra divulgar uma live. Recebi por e-mail o convite  de um irmão que entrou em contato comigo faz alguns anos após ler meu TCC (leia aqui) sobre o Rock Cristão. Ele me convidou para assistir uma live feita em seu canal com o líder (Dirk Schmalenbach) da banda de Prog rock da Alemanha EDEN.

A banda EDEN lançou três álbuns no final da década de 1970 e início dos 1980. Os álbuns são>

 Erwartung (1978) - Ouça o álbum aqui:youtube

 Heimkehr (1980) - Ouça o álbum aqui:youtube

Perelandra (1980) -Ouça o álbum aqui:youtube

O som da banda é o Prog Rock característica do final da década de 1970.  Se você curte bandas como: Glass Harp, Ajalon, Vision, Cantores de Cristo, Êxodo, Pink Floyd, Rush. Vale a pena conferir esses álbuns.

Abaixo segue o cartaz da live e o link para assistir a live que ocorrerá dia 09 de JUNHO ás 14h30 no canal do youtube do brother Jose Serva.

Canal Jose Serva



quarta-feira, 2 de fevereiro de 2022

Malacht: Black Metal Católico Romano?!

 Fala, galera. Tudo beleza?

Hoje venho aqui no blog postar uma banda que acredito que praticamente quase ninguém ou ninguém mesmo, que seja envolvido com o metal cristão aqui no Brasil, conhece. A banda que vou apresentar pra vocês é totalmente obscura e têm uma história bem interessante. 

Reverorum ib Malacht ou simplesmente Malacht é uma banda de black metal da Suécia. Um das primeiras curiosidades é que a banda se declara totalmente como uma banda de black metal católica romana.

De acordo com o site da banda:

"Malacht é um metal negro católico romano. Por isso, implica por obrigação uma forma de arte intrinsecamente religiosa baseada na confiança numa suprema divindade, como professada pela santa igreja católica romana. Malacht é, neste sentido, uma banda ortodoxa, cuja missão é promover o reconhecimento da cristandade como a fonte padrão de dados sobre quem é a divindade suprema." [1]

A banda foi formada em 2005 e o som da banda consistem no mistura entre " Experimental Black Metal / Dark Ambient / Noise".

Foi formada como uma banda secular com o nome de PTC e em 2005 mudou o nome para Reverorum ib Malacht. A grande curiosidade é justamente essa: uma banda de black metal "secular" se tornou cristã. Será que causou "barulho" na cena black metal independente?  

Pois, para muitos o verdadeiro black metal segue o "caminho da mão esquerda", mas aqui temos uma banda que mudou da "trevas para a luz?".

É sobre isso que vamos falar mais na frente. Continue conosco.


A banda que foi formada ideologicamente com base na heresia gnóstica da primeira era de Dödfödd e que o próprio nome antigo da banda Reverorum ib Malacht  já demonstra um princípio gnóstico, mas mudou drasticamente quando dois membros se converteram ao catolicismo romano e mudaram totalmente as temáticas da banda. 

Desde a primeira  demo com o título "What Do You Think of the Old God, We Call Him Judas?" [ O que você pensa do seu velho Deus, Nós chamamos ele de Judas -Tradução livre] já podemos perceber a ideologia e filosofia da banda.



 As temáticas da banda são baseadas nas escrituras sagradas, Confissões, tratados teológicos da Igreja Romana etc. O fundador da banda também possui interesse acadêmico no latim clássico, medieval e humanista o que faz que muitas letras abordam esses pontos interessantes e jogos de palavras.

Porém o que levou a banda a mudar de ideologia?

 Os dois membros originais, Emil Lundin e Karl Mikael Mårtensson, se converteram ao cristianismo católico entre 2007 e 2009 . [2]

 Em uma entrevista para site "Invisible Oranges" foi perguntando se ele sofreu alguma reação dos antigos colaboradores depois que se converteu ao catolicismo. Onde ele responde que não sentiu nada. [3]

Será? Será que o ódio e perseguição dos cristãos dentro do heavy metal só acontece no Brasil e na América do Sul? Respondam ai vocês, haha.

A seguir vou postar algumas frases e trechos dessa extensa entrevista. Ressalto que se você for ler a entrevista que é do ano de 2017, talvez fique chocado com alguns palavrões, momentos de ira na entrevista, mas eu penso que o cara demonstra muita sinceridade em suas afirmações. [3]

Vamos lá!

Entrevistador:

Há um elemento de dogma no black metal. Obviamente, há o argumento a ser feito de que a aceitação de Satanás e as trevas que cercam a ideia de um anticristo como aceitação de um Cristo e Jesus como a primeira vinda do Messias. Você se sente frustrado com a forma como os músicos de black metal rejeitam o outro lado desse dogma enquanto abraçam totalmente uma metade?

Resposta da banda:

Vamos colocar assim. As vendas de guitarras estão diminuindo. Os grandes fabricantes têm dívidas enormes. O mercado está saturado. Encarar. O herói da guitarra é um ídolo moribundo. Mas não, não no black metal. Os riffs reinam supremos. Há ameaças terroristas em Bruxelas, mas os satanistas se reúnem para celebrar um festival alegre agitando suas armas de guitarra, batendo cabeça no ritmo de alguns riffs legais e melodias harmônicas, bêbados. Black metal, heavy metal riffs de guitarras desde 1982. "Dedilhar minha dor com os dedos.

O que os perdedores não percebem: o black metal é uma forma de arte. Uma expressão abrangente de crenças religiosas... Em Suma. Malacht despreza a sua incestuosa família de black metal. Malacht despreza a sua admiração interna. Malacht despreza as suas melodias. Mas acima de tudo, Malacht despreza a sua pseudo-teologia maléfica. Malacht despreza o seu satanás.

Malacht é um metal negro católico romano. Por isso, implica por obrigação uma forma de arte intrinsecamente religiosa baseada na confiança numa suprema divindade, como professada pela santa igreja católica romana. Malacht é, neste sentido, uma banda ortodoxa, cuja missão é promover o reconhecimento da cristandade como a fonte padrão de dados sobre quem é a divindade suprema.

Assim. É certo ficar com raiva? Eu não sou um idiota mesquinho que se importa com sua impressão preconceituosa do cristianismo. Claro, sua infância foi ruim e tudo mais. Mas cresça. Limpe o templo. Há um tempo para amamentar e há um tempo para pensar. Apenas reconheça o primeiro pelo que foi e louve a Deus por aqueles riffs que você gosta. Eu sei que certamente não vou.

Malacht é escuro. Parece estranho e é sujo pra cara*** Não. Raramente temos riffs audíveis, nem nos importamos se temos. Mas retratamos as profundezas do desespero e da escuridão humanos. Não porque seja bom, mas porque aqui está a chave da redenção. Encare o mundo como ele é. Aí está o fruto da salvação. Aqui está o nosso culto. Ao pés da cruz. [3]



Outro trecho que merece ser destacado e me chamou bastante atenção foi esse:

Orgulho - amor indevido e idólatra por si mesmo - infecta o black metal tão completamente quanto qualquer outro aspecto do espetáculo moderno da mídia de massa, mas talvez seja mais descaradamente exibido dentro desse gênero em particular. Mesmo nos recessos negros dos aspectos mais niilistas, malthusianos e anticósmicos do black metal, uma auto-indulgência apaixonada impera, já que qualquer horror ali abraçado é sempre o inverso, sempre a sombra, de algum desejo vívido. A verdadeira escuridão, a renúncia total e heroica do eu e de todas as suas afeições, pressupõe humildade."

 Qualquer coisa parecida com a verdadeira escuridão não pode ser compreendida sem o esforço para mortificar os desejos. E o primeiro passo para a morte do desejo, para a entrega completa de tudo o que se é e de tudo o que se pode apreender com o intelecto, conter no coração ou englobar pela vontade, é a humildade. Humildade, gratidão, silêncio, oração, amor.

Se permanecermos orgulhosos, cegos e confortados pelas luzes fracas e bruxuleantes de nós mesmos, não pode haver renúncia ao que elas iluminam. Não pode haver mortificação dos afetos enquanto nos apegarmos temerosamente às nossas vontades e desejos, ou mesmo às suas sombras.

E, verdadeiramente, ao embarcarmos no processo de renunciar a nós mesmos, também devemos renunciar a qualquer pretensão de que somos realmente capazes de alcançar essa liberação por conta própria. Somente o que não precisa de nada, o que por sua própria natureza não quer necessariamente nada, pode extinguir os desejos e afeições de seres limitados e contingentes como nós.

Somente Deus pode enfrentar a escuridão da noite e redimir a criação caída.

E ai gostaram da postagem? Abaixo segue mais informações sobre a banda:

Discografia da banda enquanto banda secular

  • What Do You Think of the Old God, We Call Him Judas?, demo, 2005
  • Likpredikan, demo, 2006
  • Urkaos, album, 2011
  • Draalvanias et corpus [old demo, post-PTC, pre-Malacht], 2020

Discografia com temáticas cristãs

 

  • De Mysteriis Dom Christi  -   2014      
  • Ter Agios Numini    - 2017     
  • Irma Malacht: Stora Tuna och Torsång   - 2018     
  • Im Ra Distare Summum Soveris Seris Vas innoble   - 2018     
  • Christ's Dawn: Vel Canta Symphoniæ Sacrosanctæ Phasmatvm Exseqvialivm     EP     2019     
  • Vad är inte sju huvud?    -    2020     
  •  Not Here  - 2021     
  • Svag i döden -2021

Fontes:

 

[1] https://laughlyn.neocities.org/eoi_archive/id=E01-0348.html

[2] http://unblack-archives.blogspot.com/2018/08/reverorum-ib-malacht.html 

[3] https://www.invisibleoranges.com/reverorum-ib-malacht-interview/


Mais informações:

Ouça o som da banda no spotify


Metal Archives

 Facebook 1 e Facebook 2 ( esse segundo é mais ativo)

Bandcamp , blog youtube

 

 Only God can face the darkness of the night and redeem fallen creation.

Só Deus pode enfrentar a escuridão da noite e redimir a criação caída.

sexta-feira, 14 de janeiro de 2022

Coletânea Christian Love Metal no Spotify

 Fala Galera, tudo beleza? Quem aqui lembra da nossa coletânea "Christian Love Metal"? Essa foi a nossa primeira coletânea e chegamos em cinco volumes, muitos downloads feitos e elogios da parte de muitos que acessam o nosso blog e nossas páginas. 


 

Todavia, o tempo passou e a questão do download e os links foram retirados dos servidores, por eles mesmos, acredito por considerarem ser um upload edownload (ilegal?) e com o tempo isso passou a cair no esquecimento. E com o advento das plataformas digitais, muitas bandas e artistas disponibilizam suas músicas, álbuns e discografia nessas redes. 

Então, pensando nisso que criei uma coletânea digital disponibilizado na plataforma do Spotify. Todas as músicas que fizeram parte do nossos cinco volumes e que eu consegui achar disponível na plataforma eu adicionei na playlist.  O nome da playlist é "Christian Love Metal". Vou disponibilizar abaixo para quem quiser seguir e ouvir as baladas.

Não deixem de me seguir no twitter. Essa é a rede que tenho mais atuado, meu facebook e a página está basicamente abandonada por mim, devido a todo o desânimo que aquela rede já me causou como já falei várias vezes por aqui. Enfim, segue lá @Christ_under.  Stay Heavy! God Bless All.


quinta-feira, 30 de dezembro de 2021

Melhores lançamentos do Rock/Metal 2021

 Fala galera, tudo blz? Passando pra deixar aqui uma pequena lista dos melhores lançamentos de 2021. Claro que essa é a minha opinião e não ouvi todos os lançamentos possíveis. Então, fiquem a vontade pra colocar as suas listas nos comentários.  E não se esqueça de me seguir no twitter @christ_under

 

1 -  Melodic Passion - Christian Liljegreen (Melodic Heavy Metal)

País: Suécia

 



2- Promised Land - Energema - (Power Metal)

País: Colômbia

3 -  Evie's Little Garden -The Brave (Hard Rock)

País: Estados Unidos



4- Departures - Jon Foreman ( Folk Rock/Acoustic/Alternative Rock)


 

5-   Marching Out Of Babylon -Pantokrator - (Progressive Death Metal)

País: Suécia


 

 Álbuns que vale a pena ser ouvidos

Twisted Reality- Northern Flame(Melodic Power Metal)

País: Finlândia


 

 

Decapted- Implement (Death Metal)

* Edição especial da demo lançada em 2022. 

País: Brasil


 

Worldwide Desolation - Brotality (Groove/Thrash Metal)

País: Estados Unidos

 



 

Angel Born- Images of Eden  (Progressive Metal)

 País: Estados Unidos


 


Nick Leonard - Revelation (Doom Metal)

País: Estados Unidos


 


Subhuman - Gale Force   (Heavy Metal)

País: Estados Unidos


 Hellbent- Impending Doom (Death core/Death Metal)

País: Estados Unidos



E aí curtiram? Deixa sua lista ai nos comentários. God Bless!





terça-feira, 28 de dezembro de 2021

Minha lista de livros lidos em 2021

 


 

Fala galera, tudo bem? Passando aqui pra divulgar  a minha tradicional lista de livros lidos nesse ano de 2021.

Basicamente os gêneros são Literatura Fantástica, Suspense, Biografia, Política, Filosofia, Teologia, e um foco maior em Educação e História.

 

1.      Projeto Nacional: O dever da esperança - Ciro Gomes

2.      Fortaleza Digital- Dan Brown

3.      Tempo do Desprezo: A saga do bruxo Geralt de Rívia (livro 4) -Andrzej Sapkowski

4.      Sobre a brevidade da vida – Sêneca

5.      Mortification: a vida de Steve Rowe - Vic Campbell

6.      Comunhão e separação no Altar do Senhor: 2º Simpósio Internacional de Lutero - Paulo W. Buss

7.      Livro de Concórdia: As Confissões da Igreja Evangélica Luterana - Martinho Lutero; Felipe Melanchton; Martin Chemnitz

8.      Ciência e religião: Fundamentos para o diálogo - Alister McGrath

9.      Pedagogia da Autonomia: Saberes Necessários à Prática Educativa - Paulo Freire

10.  Métodos de ensino para a aprendizagem e dinamização das aulas: Mary Rangel

11.  Sala de Aula Invertida: Uma Metodologia Ativa de Aprendizagem - Jonathan Bergmann e Aaron Sams

12.  Ensino híbrido: Personalização e tecnologia na educação - Lilian Bacich; Adolfo Tanzi Neto; Fernando de Mello Trevisani

13.  História e música: História e reflexões - Marcos Napolitano

14.  Novos combates pela história, desafios, ensino: Org. Jaime Pinsky e Carla Pinsky

15.  História na sala de aula: Conceitos, práticas e propostas - Leandro Karnal (Org.)

16.  O ensino de História e a criação do fato -Jaime Pinsky

17.  História do Brasil Colônia - Laima Mesgravis

18.  História do Brasil Império - Miriam Dolhnikoff

19.  História do Brasil República: Da Queda da Monarquia ao Fim do Estado Novo - Marcos Napolitano

20.  Possibilidades de pesquisa em história - Rogério Rosa Rodrigues (Org.)

 E como diz o escritor argentino "Creio que um forma de felicidade é a leitura."Ao todos foram  vinte livros lidos, não bati minha meta de leitura anual, mas gostei muito do que li.
Destaco o livro do Paulo Freire e o Livro de Concórdia. Essas foram minhas leituras favoritas.

Você já leu algum livro desses listados?

Segue lá meu twitter @christ_under

 

Pesquisar este blog

Páginas

Cristianismo e Undeground . Tecnologia do Blogger.
Postagens mais antigas Página inicial

Galeria