sábado, 31 de outubro de 2015

498 Anos da Reforma Protestante: Que Sejamos Cristãos, antes de Protestantes.

498 Anos da Reforma Protestante: Que Sejamos Cristãos, antes de Protestantes.



Por Edy Marques

31 de Outubro, mais um aniversário da reforma protestante. Especificamente seu 498 anos. Considero-me protestante desde 2009 (quando conheci e passei a estudar a história deste movimento), apesar de ser evangélico desde os 11 anos.  E aqui queiro deixar minha homenagem a esse movimento que resgatou o sentido do Evangelho pregado por Cristo e ensinado pelos os apóstolos.

Sabemos muito bem da importância da Reforma protestante para o Cristianismo e a fé Cristã. Além de suas falhas para com a liberdade religiosa em seu início.  Mas houve um grande legado deixado para nós cristãos. Além de seus 5 pilares, os famosos cincos Solas. Mas aqui nos atentaremos a falar sobre o movimento protestante brasileiro.

O crescimento do protestantismo no Brasil é nítido. O sentimento de  anseio por uma nova reforma é algo crescente em meio a igreja evangélica brasileira. Talvez para alguns, ser protestante hoje é criticar/condenar as práticas neo-pentecostais e pentecostais (confundir praticas neo-pentecostais com as pentecostais). 
Ou chamar de herege, o irmão que pensa diferente de você. Para outros, não basta discordar e denunciar esses atos antibíblicos, mas ganhar 'fama' e passar  '25 horas' por dia denunciando as 'heresias e os hereges' nas redes sociais, ou incentivar queimas de livros 'hereges' na internet. 
Mas, o ponto é: muitos condenam, poucos oram por mudança.  Poucos oram por esses 'hereges' telepa$toRe$ (vocês tem orado por eles, eu me incluo nessa reflexão. Nós temos orado por eles?), para que eles se arrependam e creiam no verdadeiro EVANGELHO ENSINADO PRO CRISTO NAS ESCRITURAS. 

Sabemos que o sentimento de indignação para com tais atitudes é forte.  Mas não basta ser apenas PROTESTANTE. E condenar tudo e todos. Temos que ser acima de tudo,  PEQUENOS CRISTOS, ESSE É O SENTIDO DE SER CHAMADO DE CRISTÃO.
Devemos ser reconhecidos pelo o AMOR. Onde fica o amor para com o outro? Muitas das vezes nós 'protestantes e evangélicos' se achamos 'os donos da verdade'. E condenamos os nossos irmãos católicos, adventistas e entre outros, achando que eles não irão para o céu, por ter uma crença diferente.    Como se quando o nosso REI voltar, ele sairia perguntando de qual placa de instituição religiosa você fez parte.

Não adianta ser só protestante e não ser cristão. Tem que haver mudança, negação de si mesmo, amar ao próximo com a si mesmo, e amar a Deus acima de TODAS as coisas, inclusive da REFORMA PROTESTANTE, OU QUALQUER OUTRA LINHA TEOLÓGICA. A marca do Cristão é o AMOR. E como longe estamos disso?!

Que antes de sermos identificados como protestantes, que sejamos conhecidos por Cristão/discípulos/seguidores de Cristo. 

E como disse o teólogo protestante reformado, Jacobs Arminíus: 
"Queira Deus que todos concordemos plenamente nas coisas necessárias para Sua glória e para a salvação da Igreja. E se, entre outras coisas, não houver harmonia de opiniões, que haja pelo menos harmonia de sentimentos, e que assim possamos ‘manter a unidade do Espírito no vínculo da paz." 

Que esse sentimento se perpetue durantes todas essas 'futuras reformas no seio do cristianismo em geral'. 

Feliz Dia da Reforma protestante! 



Curtam nossa página: Cristianismounderground

0 comentários:

Postar um comentário

sábado, 31 de outubro de 2015

498 Anos da Reforma Protestante: Que Sejamos Cristãos, antes de Protestantes.

498 Anos da Reforma Protestante: Que Sejamos Cristãos, antes de Protestantes.



Por Edy Marques

31 de Outubro, mais um aniversário da reforma protestante. Especificamente seu 498 anos. Considero-me protestante desde 2009 (quando conheci e passei a estudar a história deste movimento), apesar de ser evangélico desde os 11 anos.  E aqui queiro deixar minha homenagem a esse movimento que resgatou o sentido do Evangelho pregado por Cristo e ensinado pelos os apóstolos.

Sabemos muito bem da importância da Reforma protestante para o Cristianismo e a fé Cristã. Além de suas falhas para com a liberdade religiosa em seu início.  Mas houve um grande legado deixado para nós cristãos. Além de seus 5 pilares, os famosos cincos Solas. Mas aqui nos atentaremos a falar sobre o movimento protestante brasileiro.

O crescimento do protestantismo no Brasil é nítido. O sentimento de  anseio por uma nova reforma é algo crescente em meio a igreja evangélica brasileira. Talvez para alguns, ser protestante hoje é criticar/condenar as práticas neo-pentecostais e pentecostais (confundir praticas neo-pentecostais com as pentecostais). 
Ou chamar de herege, o irmão que pensa diferente de você. Para outros, não basta discordar e denunciar esses atos antibíblicos, mas ganhar 'fama' e passar  '25 horas' por dia denunciando as 'heresias e os hereges' nas redes sociais, ou incentivar queimas de livros 'hereges' na internet. 
Mas, o ponto é: muitos condenam, poucos oram por mudança.  Poucos oram por esses 'hereges' telepa$toRe$ (vocês tem orado por eles, eu me incluo nessa reflexão. Nós temos orado por eles?), para que eles se arrependam e creiam no verdadeiro EVANGELHO ENSINADO PRO CRISTO NAS ESCRITURAS. 

Sabemos que o sentimento de indignação para com tais atitudes é forte.  Mas não basta ser apenas PROTESTANTE. E condenar tudo e todos. Temos que ser acima de tudo,  PEQUENOS CRISTOS, ESSE É O SENTIDO DE SER CHAMADO DE CRISTÃO.
Devemos ser reconhecidos pelo o AMOR. Onde fica o amor para com o outro? Muitas das vezes nós 'protestantes e evangélicos' se achamos 'os donos da verdade'. E condenamos os nossos irmãos católicos, adventistas e entre outros, achando que eles não irão para o céu, por ter uma crença diferente.    Como se quando o nosso REI voltar, ele sairia perguntando de qual placa de instituição religiosa você fez parte.

Não adianta ser só protestante e não ser cristão. Tem que haver mudança, negação de si mesmo, amar ao próximo com a si mesmo, e amar a Deus acima de TODAS as coisas, inclusive da REFORMA PROTESTANTE, OU QUALQUER OUTRA LINHA TEOLÓGICA. A marca do Cristão é o AMOR. E como longe estamos disso?!

Que antes de sermos identificados como protestantes, que sejamos conhecidos por Cristão/discípulos/seguidores de Cristo. 

E como disse o teólogo protestante reformado, Jacobs Arminíus: 
"Queira Deus que todos concordemos plenamente nas coisas necessárias para Sua glória e para a salvação da Igreja. E se, entre outras coisas, não houver harmonia de opiniões, que haja pelo menos harmonia de sentimentos, e que assim possamos ‘manter a unidade do Espírito no vínculo da paz." 

Que esse sentimento se perpetue durantes todas essas 'futuras reformas no seio do cristianismo em geral'. 

Feliz Dia da Reforma protestante! 



Curtam nossa página: Cristianismounderground

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 
;