sexta-feira, 17 de julho de 2015

Trouble: A origem do 'White Metal'?



Trouble: A origem do White Metal?

A banda Trouble foi formada em 1979, originado de Chicago nos Estados Unidos. A banda excursionou por todo o Centro-Oeste durante o início dos anos 1980, antes de assinar com a Metal Blade Records. [1]

 O Trouble é considerado o fundador do Doom Metal, apesar de haver divergências com relação a esta afirmação,  pois muitos dizem que Black Sabbath e o seu primeiro álbum é o verdadeiro fundador do Doom Metal.

Os dois primeiros álbuns do Trouble "Psalm 9" e "The Skull" são considerados clássicos do Doom Metal, e por muitas vezes citados como os pilares do estilo. Mas deixamos isto de lado, nos focaremos aqui sobre a polêmica sobre o termo "White Metal" em torno do Trouble.

Diferente de outras bandas, as letras do Trouble nos dois primeiros álbuns eram inspiradas em passagens e relatos bíblicos. O que chamou a atenção da gravadora Metal Blade, que os contratou para gravarem seu primeiro álbum "Pslam 9" em 1984.

Sabemos que a gravadora 'Metal Blade' tinham assinado contrato com várias bandas ditas black metal ou satânicas. A exemplo do Slayer, Venom, Mercufyl Fate, entre outras.  Mas para entendermos como surgiu o termo "White Metal", deixamos o vocalista Eric e principal letrista da banda, falar sobre o tema.

"Fui criado católico", explica Eric, vocalista e principal letrista no encarte da re-edição do álbum em 2006, - "mas você tem que lembrar que, no início da década de 1980, toda banda de metal era uma espécie satânica, e eu não queria entrar nessa vibe". Eric também explica que foi daí que a surgiu o termo WHITE METAL (rótulo que, inclusive, a banda rejeita!). O seu assessor de imprensa criou isso, na época que a banda entrou para a Metal Blade, para diferenciá-los de outras bandas que haviam licenciado seus materiais para o selo - como o Venon, que era assumidamente "Black Metal". Então, devido às letras positivas e baseadas na Bíblia, essa pessoa criou o termo "White Metal", que hoje é usado de forma pejorativa.
"Eu acho que era mais parecido com a Metal Blade tentando parecer bonitinho ou algo assim com todo [metal satânico] sendo chamado de Black Metal, então nos chamaram de Metal Branco". [1]

Em outra entrevista em 2007, o Eric também tocou nesse assunto novamente.


 "Eu tenho fé em Deus, e venho de uma família religiosa. (...) Porém, nunca quis me tornar um pastor do Metal (...). Isso é algo particular. A Metal Blade, todavia, a fim de diferenciar o TROUBLE de bandas como SLAYER, VENOM, MERCYFUL FATE, decidiu colocar a religião como o centro da divulgação dos trabalhos que fazíamos, e sugeriu um rótulo em oposição ao Black Metal. No entanto, não nos resumimos a isso, e acredito que não devemos ser considerados um grupo de White Metal."  [2]

Então com essas palavras, fica claro como surgiu o termo "White Metal" e como ele passou a ser usado de forma pejorativa mais tarde por alguns dentro da cena "METALLICA".

O Trouble não é uma banda cristã, muito menos "White Metal", mas uma banda com alguns membros cristãos. A fé do Eric, influencia no som da banda? DE MANEIRA NENHUMA.

E aqui quero deixar minha opinião sobre o uso deste termo no metal.

Primeiramente vemos que se não houvesse essa confusão por parte de alguns headbangers, este termo poderia ser usado para as bandas ditas com temáticas cristãs. Mas, é algo praticamente impossível restabelecer esse termo, melhor assim, não? E existem várias bandas seculares que relatam sobre temas bíblicos em suas letras e não são consideradas "white". A exemplo: Black Sabbath -After Forever, Iron Maiden-For The Greater Good Of God, Helloween - Hey Lord, Helloween- I Believe, ,Sepultura - Crown and Miter, Ozzy - Miracle Man, Testament - Practice What You Preach,  Soulfly - Salmo 91, Metallica – One, Megadeth- Shadow of Death, entre outras ... A maioria destas bandas tem temáticas relacionado a temas bíblicos e não são whites. O que falar das diversas bandas de Power Metal e derivados que a maioria tem que ter uma música chamada "Judgment Day"?

Em segundo lugar, nenhuma banda consciente dessa "treta" e que deseja divulgar seu trabalho e ser respeitada no meio da cena, jamais vai se intitular "White Metal", muitas nem usam mais o termo banda cristã, mas preferem bandas de Heavy, Thrash, Death, etc formado por cristãos.

O que falar de bandas que tem membros cristãos assumidos e mesmo assim não usam o termo "White Metal"? Exemplos:  Dave Mustaine e David Ellfeson (Megadeth), Marty Friedman (Ex- Megadeth), Michael Kiske (Ex-Helloween), Nico Mcbrain (Iron Maiden), Ozzy Ousborne (Black Sabbath), Alice Cooper, entre outros ... Afinal existe diferença entre um som feito por membros Cristãos ou ateus?

Escrita por: Edy Marques


Fontes:
http://ismaelunderground.blogspot.com.br/2011/11/trouble-psalm-9-um-classico-do-doom.html [1]

http://whiplash.net/materias/news_894/066094-trouble.html [2]

Curtam nossa página:
https://www.facebook.com/Cristianismounderground





1 comentários:

Anônimo disse...

Eu penso assim: eu sou cristão convicto, mas também amo sons seculares em geral pq eu fico mais rotulando tal banda é cristã e tal banda é secular, pra mim som é som tanto faz, eu curto bandas boas cristãs de classic rock puro como Petra, Resurrection Band (Rez) e Servant da mesma forma k curto Led Zeppelin, Deep Purple e Black Sabbath k apesar de ter dado origem ao heavy metal pode-se dizer k na fase Ozzy Osbourne (70) era doom metal como o Trouble!!!

Postar um comentário

sexta-feira, 17 de julho de 2015

Trouble: A origem do 'White Metal'?



Trouble: A origem do White Metal?

A banda Trouble foi formada em 1979, originado de Chicago nos Estados Unidos. A banda excursionou por todo o Centro-Oeste durante o início dos anos 1980, antes de assinar com a Metal Blade Records. [1]

 O Trouble é considerado o fundador do Doom Metal, apesar de haver divergências com relação a esta afirmação,  pois muitos dizem que Black Sabbath e o seu primeiro álbum é o verdadeiro fundador do Doom Metal.

Os dois primeiros álbuns do Trouble "Psalm 9" e "The Skull" são considerados clássicos do Doom Metal, e por muitas vezes citados como os pilares do estilo. Mas deixamos isto de lado, nos focaremos aqui sobre a polêmica sobre o termo "White Metal" em torno do Trouble.

Diferente de outras bandas, as letras do Trouble nos dois primeiros álbuns eram inspiradas em passagens e relatos bíblicos. O que chamou a atenção da gravadora Metal Blade, que os contratou para gravarem seu primeiro álbum "Pslam 9" em 1984.

Sabemos que a gravadora 'Metal Blade' tinham assinado contrato com várias bandas ditas black metal ou satânicas. A exemplo do Slayer, Venom, Mercufyl Fate, entre outras.  Mas para entendermos como surgiu o termo "White Metal", deixamos o vocalista Eric e principal letrista da banda, falar sobre o tema.

"Fui criado católico", explica Eric, vocalista e principal letrista no encarte da re-edição do álbum em 2006, - "mas você tem que lembrar que, no início da década de 1980, toda banda de metal era uma espécie satânica, e eu não queria entrar nessa vibe". Eric também explica que foi daí que a surgiu o termo WHITE METAL (rótulo que, inclusive, a banda rejeita!). O seu assessor de imprensa criou isso, na época que a banda entrou para a Metal Blade, para diferenciá-los de outras bandas que haviam licenciado seus materiais para o selo - como o Venon, que era assumidamente "Black Metal". Então, devido às letras positivas e baseadas na Bíblia, essa pessoa criou o termo "White Metal", que hoje é usado de forma pejorativa.
"Eu acho que era mais parecido com a Metal Blade tentando parecer bonitinho ou algo assim com todo [metal satânico] sendo chamado de Black Metal, então nos chamaram de Metal Branco". [1]

Em outra entrevista em 2007, o Eric também tocou nesse assunto novamente.


 "Eu tenho fé em Deus, e venho de uma família religiosa. (...) Porém, nunca quis me tornar um pastor do Metal (...). Isso é algo particular. A Metal Blade, todavia, a fim de diferenciar o TROUBLE de bandas como SLAYER, VENOM, MERCYFUL FATE, decidiu colocar a religião como o centro da divulgação dos trabalhos que fazíamos, e sugeriu um rótulo em oposição ao Black Metal. No entanto, não nos resumimos a isso, e acredito que não devemos ser considerados um grupo de White Metal."  [2]

Então com essas palavras, fica claro como surgiu o termo "White Metal" e como ele passou a ser usado de forma pejorativa mais tarde por alguns dentro da cena "METALLICA".

O Trouble não é uma banda cristã, muito menos "White Metal", mas uma banda com alguns membros cristãos. A fé do Eric, influencia no som da banda? DE MANEIRA NENHUMA.

E aqui quero deixar minha opinião sobre o uso deste termo no metal.

Primeiramente vemos que se não houvesse essa confusão por parte de alguns headbangers, este termo poderia ser usado para as bandas ditas com temáticas cristãs. Mas, é algo praticamente impossível restabelecer esse termo, melhor assim, não? E existem várias bandas seculares que relatam sobre temas bíblicos em suas letras e não são consideradas "white". A exemplo: Black Sabbath -After Forever, Iron Maiden-For The Greater Good Of God, Helloween - Hey Lord, Helloween- I Believe, ,Sepultura - Crown and Miter, Ozzy - Miracle Man, Testament - Practice What You Preach,  Soulfly - Salmo 91, Metallica – One, Megadeth- Shadow of Death, entre outras ... A maioria destas bandas tem temáticas relacionado a temas bíblicos e não são whites. O que falar das diversas bandas de Power Metal e derivados que a maioria tem que ter uma música chamada "Judgment Day"?

Em segundo lugar, nenhuma banda consciente dessa "treta" e que deseja divulgar seu trabalho e ser respeitada no meio da cena, jamais vai se intitular "White Metal", muitas nem usam mais o termo banda cristã, mas preferem bandas de Heavy, Thrash, Death, etc formado por cristãos.

O que falar de bandas que tem membros cristãos assumidos e mesmo assim não usam o termo "White Metal"? Exemplos:  Dave Mustaine e David Ellfeson (Megadeth), Marty Friedman (Ex- Megadeth), Michael Kiske (Ex-Helloween), Nico Mcbrain (Iron Maiden), Ozzy Ousborne (Black Sabbath), Alice Cooper, entre outros ... Afinal existe diferença entre um som feito por membros Cristãos ou ateus?

Escrita por: Edy Marques


Fontes:
http://ismaelunderground.blogspot.com.br/2011/11/trouble-psalm-9-um-classico-do-doom.html [1]

http://whiplash.net/materias/news_894/066094-trouble.html [2]

Curtam nossa página:
https://www.facebook.com/Cristianismounderground





Um comentário:

  1. Eu penso assim: eu sou cristão convicto, mas também amo sons seculares em geral pq eu fico mais rotulando tal banda é cristã e tal banda é secular, pra mim som é som tanto faz, eu curto bandas boas cristãs de classic rock puro como Petra, Resurrection Band (Rez) e Servant da mesma forma k curto Led Zeppelin, Deep Purple e Black Sabbath k apesar de ter dado origem ao heavy metal pode-se dizer k na fase Ozzy Osbourne (70) era doom metal como o Trouble!!!

    ResponderExcluir

 
;