sexta-feira, 31 de julho de 2015

Rosa de Saron: Sua incrível Fase Hard Rock/Heavy Metal

A banda Rosa de Saron foi formada em 1988, na cidade de Campinas -SP, dentro do movimento de Renovação Carismática Católica. Sendo umas das pioneiras do movimento de Metal Cristão Católico, ao lado de bandas como: Eterna, L.O.V.E e Cristoatividade.
 No final da década de 1980, a banda tocava durante as missas e no grupo de jovens na Comunidade Católica Menino Jesus de Praga, no bairro de Cambuí, em Campinas, São Pauço. Nos anos 1990, a banda era formada por Marcelo "Tchelão" Machado (vocal), Alessandro (bateria), Eduardo "Duzinho" Faro (guitarra), Alex Nozaki Mota (guitarra), Rogério "Cazuza" Feltrin (baixo) e Eduardo Bortolato (teclados).

Em 1994, a banda grava o seu álbum de estreia, intitulado de "Diante da Cruz". O disco foi algo inovador no meio religioso, pois mesclava a sonoridade do Hard Rock e Heavy Metal.


Esse primeiro disco da banda, é muito bom. Lembra os primórdios de algumas bandas brasileiras que em seu inicio de carreira, também praticavam um som semelhante. Ex: Oficina G3, Metal Nobre, Fruto Sagrado.
As músicas que mais curto desse álbum, são: Sacrifício Perfeito, Noite fria,  Mentiras da agulha, Diante da Cruz.

O disco foi lançado de forma independente em vinil e cassete em 1995, sendo relançado em 1996, pela a fundação Codimuc. Tendo uma nova logo para o Vinil e Cassete.

Em 1997, com a saída de alguns membros da banda, a banda continuou seu trabalho e lançou o seu segundo álbum "Angústia Suprema".
um baita disco na minha opinião, onde a banda continua com a mesma sonoridade do Diante da Cruz, praticando um Hard/Heavy de primeira.  Merece destaque as seguintes faixas: Século I, Angústia Suprema, Chance (que alguns momentos a guitarra lembra o clássico Wasting Love do Iron Maiden) Tempo, Carregue os feridos (Versão de uma música do Tourniquet), Caminho de Emaús e Anjos das Ruas.

Esses dois primeiros discos são sensacionais, indicado para todos os fãs do Hard Rock e Heavy Metal cantado em Português.

"Em 1998, o grupo completou 10 anos de existência, e no mesmo ano ocorreu um show no Parque do Taquaral, em Campinas, onde foi realizado o primeiro festival de rock católico da história.


Em 1999, a banda abandonou o som mais old (Hard/Heavy) e  passou a admitir outras vertentes do rock, e no mesmo período a banda lançou o primeiro single católico, o Olhando de Frente, que teve um pré-lançamento em um show da banda na Canção Nova, em Cachoeira Paulista, em 25 de junho de 1999.
Pouco tempo depois Marcelo Machado deixa o Rosa de Saron para continuar seu trabalho com o The Flanders (Punk/Hardcore), alegando estar difícil a conciliação das duas bandas." [1]

Bom, a partir desse disco a sonoridade da banda mudou bastante, não deixou de ser legal, particularmente ainda curto o som atual da banda, apesar das letras no início serem mais implícitas de evangelismo,e o som atual está com letras mais poéticas. Mas confesso que no quesito de som,  o velho ROSA de SARON, conquistou minha atenção, recomendo demais. E por aqui eu encerro o meu post sobre os primórdios do Rosa de Saron.

Confira o som da banda, na fase antiga:


Continuem curtindo e acompanhando nossa página: https://www.facebook.com/Cristianismounderground

https://pt.wikipedia.org/wiki/Rosa_de_Saron [1]

0 comentários:

Postar um comentário

sexta-feira, 31 de julho de 2015

Rosa de Saron: Sua incrível Fase Hard Rock/Heavy Metal

A banda Rosa de Saron foi formada em 1988, na cidade de Campinas -SP, dentro do movimento de Renovação Carismática Católica. Sendo umas das pioneiras do movimento de Metal Cristão Católico, ao lado de bandas como: Eterna, L.O.V.E e Cristoatividade.
 No final da década de 1980, a banda tocava durante as missas e no grupo de jovens na Comunidade Católica Menino Jesus de Praga, no bairro de Cambuí, em Campinas, São Pauço. Nos anos 1990, a banda era formada por Marcelo "Tchelão" Machado (vocal), Alessandro (bateria), Eduardo "Duzinho" Faro (guitarra), Alex Nozaki Mota (guitarra), Rogério "Cazuza" Feltrin (baixo) e Eduardo Bortolato (teclados).

Em 1994, a banda grava o seu álbum de estreia, intitulado de "Diante da Cruz". O disco foi algo inovador no meio religioso, pois mesclava a sonoridade do Hard Rock e Heavy Metal.


Esse primeiro disco da banda, é muito bom. Lembra os primórdios de algumas bandas brasileiras que em seu inicio de carreira, também praticavam um som semelhante. Ex: Oficina G3, Metal Nobre, Fruto Sagrado.
As músicas que mais curto desse álbum, são: Sacrifício Perfeito, Noite fria,  Mentiras da agulha, Diante da Cruz.

O disco foi lançado de forma independente em vinil e cassete em 1995, sendo relançado em 1996, pela a fundação Codimuc. Tendo uma nova logo para o Vinil e Cassete.

Em 1997, com a saída de alguns membros da banda, a banda continuou seu trabalho e lançou o seu segundo álbum "Angústia Suprema".
um baita disco na minha opinião, onde a banda continua com a mesma sonoridade do Diante da Cruz, praticando um Hard/Heavy de primeira.  Merece destaque as seguintes faixas: Século I, Angústia Suprema, Chance (que alguns momentos a guitarra lembra o clássico Wasting Love do Iron Maiden) Tempo, Carregue os feridos (Versão de uma música do Tourniquet), Caminho de Emaús e Anjos das Ruas.

Esses dois primeiros discos são sensacionais, indicado para todos os fãs do Hard Rock e Heavy Metal cantado em Português.

"Em 1998, o grupo completou 10 anos de existência, e no mesmo ano ocorreu um show no Parque do Taquaral, em Campinas, onde foi realizado o primeiro festival de rock católico da história.


Em 1999, a banda abandonou o som mais old (Hard/Heavy) e  passou a admitir outras vertentes do rock, e no mesmo período a banda lançou o primeiro single católico, o Olhando de Frente, que teve um pré-lançamento em um show da banda na Canção Nova, em Cachoeira Paulista, em 25 de junho de 1999.
Pouco tempo depois Marcelo Machado deixa o Rosa de Saron para continuar seu trabalho com o The Flanders (Punk/Hardcore), alegando estar difícil a conciliação das duas bandas." [1]

Bom, a partir desse disco a sonoridade da banda mudou bastante, não deixou de ser legal, particularmente ainda curto o som atual da banda, apesar das letras no início serem mais implícitas de evangelismo,e o som atual está com letras mais poéticas. Mas confesso que no quesito de som,  o velho ROSA de SARON, conquistou minha atenção, recomendo demais. E por aqui eu encerro o meu post sobre os primórdios do Rosa de Saron.

Confira o som da banda, na fase antiga:


Continuem curtindo e acompanhando nossa página: https://www.facebook.com/Cristianismounderground

https://pt.wikipedia.org/wiki/Rosa_de_Saron [1]

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 
;